segunda-feira, 18 de maio de 2009

Nossas palavras

Sinto um amor.
Dos vários que fazem parte de mim o mais forte e constante.
Transborda. E como colocar pra fora? Falando? Amando? Amando-te ao falar!

Ti amo
em meio a cliches e rimas pobres...
Ti amo
com aliterações e metáforas
Ti amo
com ou sem ortografia correta
Ti amo
mesmo que a língua não possa transmitir tudo.
Ti amo
Teimo, falo, grito, perturbo, invado.
Ti amo.

Para aquela que me tomou pela alma e me levou até as palavras, as boas palavras.

Arthus Nunes


P.S- E é com "I" mesmo pra lembrar do sutaque.

7 comentários:

luminescência disse...

primeira impressão: bobo.
segunda impressão: as palavras que preciso.
terceira impressão: te amo.


e não sou ladra...quer dizer, só de vez em quando, se necessário. ;)
beijos.

a clara menina Clara disse...

fantástico, fantástico!

Katarina Rouse disse...

Aiii, tua cara esse...Adoroooo só nós mesmo APAIXONADOS para entendermos 'Nossas Palavras'...

Lua_Adversa disse...

Muito fofo e carinhoso o poema, seja pra quem foi, com certeza amou. =****beijo grande.

ps: Meu professor de Literatura Inglesa diz que há dois tipos de poetas, o jardineiro e o dono do jardim. O jardineiro colhe e recolhe os meios que utilizou para deixar o jardim lindo e limpo. Já o dono do jardim, apenas as sente e exala, e quando vai limpar o jardim, não limpa, deixa as ferramentas para mostrar como a obra foi feita. ;)
=*****

Neiriberto disse...

Adorei o que a guria aí de cima disse... eu ia dizer o mesmo d eforma mais direta: quando vc explica o processo, perde o charme ;)

de mais, adorei

Stephanie disse...

que lindo! gostaria de receber uns poemas do amor assim, mas ele não é criativo, prefere os números. MAS, melhor que receber é dar, e eu pergunto: posso dá pra ele?
prometo que dou os devidos créditos.

Stephanie disse...

aah, e quanto ao sotaque, adorei.
haha.
me lembra o lenine cantando =DDDDD
só porque tu é conterrâneo dele.
:*