terça-feira, 14 de abril de 2009

Despertar?

Encerra a noite
cerro os olhos.
Vejo as luzes
Que brotam de dentro.

Raia o dia
Escondo os olhos
Para que não possam abrir.
Não antes de ti posicionares
a frente deles, onde deves estar.

Arthus Nunes

4 comentários:

luminescência disse...

é procurado. em todo amanhecer. em todo despertar. até que, enfim, se está bem em frente. bem perto. bem do lado.

à espera.

te amo.

Berenice disse...

Arthus, isso é belíssimo!
Não tem uma vez que eu venha aqui que não queira usar superlativos!

bjs

Lua_Adversa disse...

Obrigada pelo comentráio no meu blog. O seu poema é belíssimo... Prazer em te conhecer.
Amanda.

ps: Cansaço... também. Busca e choro.

Day disse...

Num amanhecer desses a ausência vai embora e a presença chega. Mesmo distantes, os dois pares de olhos se fecham 'juntos' para se aproximarem...e se abrem 'juntos' para se enxergarem.

muito bom. de verdade.
beises*