domingo, 23 de março de 2008

Das profundezas...

Na profundeza de tudo aquilo que me encontrava pensei eu que não conseguiria sair, não sem sofrer grandes danos naquilo que chamamos de vida real. Mas afinal o que sabemos de danos? Só sabemos se algo foi danificado quando comparado a outras coisas, outras vidas, outras situações, então nunca como saber.
Ter as certezas abaladas, os alicerces fragilizados não é algo fácil de se viver, porem é útil. Faz pensar sobre tudo o que somos e podemos ser, nos mostra que até as coisas mais fortes em nossas vidas podem desmoronar e/ou mudar. Isso nos ajuda a perceber que somos humanos. E assim sendo, somos limitados. E assim sendo, sentimos. E assim sendo, podemos mudar e procurar ser mais. E fazer mais do que simplesmente sobreviver.


Arthus Nunes

Um comentário:

Ana Luiza disse...



o senhor é um SER HUMANO!
tem limitações e ao mesmo tempo um universo ilimitado...

*pra não esquecer*

obs: bela foto!